Meu Malvado Favorito 2 é uma sequência cheia de surpresas e imprevisibilidades que nos encanta do começo ao fim. Para aqueles que assistiram o primeiro filme, já conhecem o vilão principal, Gru, um ex-vilão que agora se dedica a paternidade das suas três filhas: Agnes, Edith e Margo. No entanto, a paz de Gru é quebrada quando Lucy, uma agente da Liga Anti-Vilões, aparece para colaborar com ele em uma missão importante: combater um novo vilão que ameaça a tranquilidade da cidade.

O filme apresenta uma narrativa emocionante, que traz novos personagens e surpreendentes visuais. O roteiro foi construído de forma coerente e bem-humorada, apresentando diálogos engraçados e cenas inesperadas. A produção das cenas é um dos pontos fortes do filme, criando elementos de animação que prendem a atenção do espectador.

A principal característica de Meu Malvado Favorito 2 são os Minions, criaturas amarelas que não falam uma língua inteligível, mas que conseguem se comunicar por gestos e expressões faciais. Eles são responsáveis pelos momentos cômicos da história, atuando como um ótimo alívio cômico para trazer para o filme um equilíbrio entre humor e ação.

Por outro lado, o vilão principal é um pouco menos interessante que o do primeiro filme. O novo vilão, que possui uma arma que transforma criaturas em seres horríveis, poderia ter sido melhor trabalhado na trama, tornando-se menos clichê e previsível. No entanto, é importante destacar que esta é uma crítica pequena em meio às diversas qualidades que o filme apresenta.

Em resumo, Meu Malvado Favorito 2 é uma animação que cumpre sua proposta de divertir o público. A sequência traz novos personagens, visuais e aventuras que irão agradar as crianças e adultos, que se divertirão com as brincadeiras dos Minions e as referências à cultura pop. Mesmo que o vilão principal poderia ter sido melhor trabalhado, este é um filme que merece ser assistido.